AthosRFId - Arquitetura

Nesta seção será apresentado a arquitetura do Athos-RFID.


Figura 1: Arquitetura do RFID.


A essência do framework segue o conceito adotada pela Sun e pela EPCGlobal de utilizar um Gerenciador de Eventos como interface para o gerenciamento dos dados do leitor. Este processo acontece em tempo real, assim que os dados chegam do leitor é filtrado, processado e registrado para assim poder ser reenviado ao web service. No próprio Gerenciador de eventos, o desenvolvedor pode captar os dados e criar uma interface amigável ao usuário utilizando assim o gerenciador como um terminal de informações. A arquitetura Athos-PLUS está dividia em 4 camadas:

- Camada física: são componentes físicos (hardware) como, por exemplo, os itens com os cartões e os leitores;

- Comunicação: Representa a forma de comunicação entre o leitor e o gerenciador de eventos. Este componente foi retirado do gerenciador para evitar o acoplamento, e assim possuir o máximo de reaproveitamento. O componente de comunicação possui uma dependência do binding e por esta característica pode ser trocado um componente por outro ex: sai o componente ethernet e entra o serial. Outra característica é que este mesmo componente pode ser reutilizado em outro projeto qualquer. Exemplo: O desenvolvedor deseja fazer com que a aplicação dele se comunique com a porta serial basta apenas importar os componentes de binding e Serial, criar uma classe que implemente uma interface de comunicação (ComunicationRespListener) e passar a receber todas as mensagens que chega dela.

- Gerenciador de Eventos: Componente do Athos-PLUS, que incorpora o conceito do Gerenciador de Eventos do projeto da Sun. Processa os dados recebidos e contempla desde a detecção e criação do tipo de leitor, filtros, gerenciamento de log, até guardar estes dados em uma persistência local. O gerenciador de eventos estará distribuído junto aos diversos leitores(hardware) espalhados pela empresa (cada leitor que a empresa possua, haverá um gerenciador trabalhando em conjunto). Portanto quando o dado é tratado ele o disponibiliza em tempo real e de forma confiável as outras aplicações.

- Centralizador de Informações: O centralizador de informações tem a função de gerenciar os dispositivos distribuídos pela organização. Recebe os dados de todos os leitores já filtrados. Quando estes dados chegam a ele, é registrado em um banco de dados, que fica disponível para o desenvolvedor consultar. Sendo assim, o centralizador se torna o alvo principal do desenvolvedor que deseja apenas gerenciar os leitores. Dentre suas características principais, está o fato de servir a mais de uma aplicação, assim o desenvolvedor pode utilizá-lo de forma também distribuída. Ex. software de departamento de vendas e do estoque que trabalham sobre o mesmo centralizador.

- Camada de Integração: busca alta abstração para que sirva a diversos tipos de aplicação do desenvolvedor, como aplicação de gerenciamento de estoque, aplicação de controle de ponto de funcionário ou até aplicações de rastreamento de animais.

Deve-se ressaltar que através da utilização do Athos-RFID, pode-se alcançar não somente a reutilização de código, mas a reutilização de projeto, arquitetura, especificação formal com interfaces bem definidas e de um bloco de código homologado, testado, bem documentado e o reaproveitamento de um protocolo de segurança validada e consolidada.

Qualquer dúvida ou sugestão sobre o projeto: silvio@reconcavotecnologia.org.br ou aziz@reconcavotecnologia.org.br